sexta-feira, dezembro 01, 2006

O Mundo do Hobbit

Carregue nas setas para navegar ou no crânio para ir para o início da série.

Há pouco mais de dois anos foi anunciada ao mundo uma descoberta feita na gruta de Liang Bua, na ilha das Flores, no sudoeste asiático. Tratava-se de algo supreendente: uma equipa de investigadores da Austrália e da Indonésia tinha descobrido os vestígios de um hominíneo, com apenas cerca de 106 centímetros de altura, que teria vivido aí até há pelos menos 18,000 anos atrás. Dada a pequeníssima estatura não surpreende que esses antigos habitantes das Flores tenham sido alcunhados de hobbits, os habitantes diminutos das Terra Média das novelas de Tolkien, celebrizados pelos filmes do Senhor dos Anéis. A designação até tem o seu quê de adequado pois esses minúsculos humanos teriam vivido num mundo repleto de dragões (de Komodo), ratos gigantes e elefantes estegodontes anões. Uma fotografia da caverna onde tudo começou ilustra a capa do livro que eu gostaria de receber pelo Natal: The Discovery of the Hobbit: The Scientific Breakthrough that Changed the Face of Human History, da autoria de Mike Morwood e Penny van Oosterzee, a ser lançado antes do final do ano na Austrália. [... ler mais]

Classificados no artigo da descoberta como uma nova espécie, o Homo floresiensis, as coisas não se apresentam neste momento tão certas quanto à relação dos humanos modernos com os seres descobertos na gruta. Dois anos após o anúncio da descoberta, ainda se sabe muito pouco sobre os hobbits, que estão envolvidos numa controvérsia científica, o que é sempre salutar, mas também política, o que é menos. Curiosamente uma das contribuições que coloquei no primeiro dia de existência do Cais de Gaia foi exactamente sobre o hobbit, relacionada com uma hipótese "meio-louca", saída numa revista de divulgação, de que o hobbit seria um quadrúpede. Não voltei durante todo este tempo ao tema porque tenho esperado um pouco pelo assentar da poeira, que não parece para breve. No entanto, agora que uma obra está prestes a aparecer nos escaparates, talvez seja uma boa ideia fazer um apanhado da situação. Sendo assim, a semana que vem vai será a semana do hobbit. A primeira contrbuição será já no sábado, sobre a descoberta original.

Ficha técnica
Notícia da publicação e imagem da capa via CriptoMundo, onde se encontra uma versão de bastante melhor resolução.

1 comentários:

João Carlos disse...

Pois eu também fiquei meio decepcionado com a falta de novas notícias sobre o assunto. Como sabes, sou místico, e os "homúnculos" são um tema recorrente em todas as mitologias que os dierenciam dos anões (humanos com nanismo).