segunda-feira, outubro 27, 2008

Aqueles que carregam corpos estranhos

Esta imagem de uma criatura com o tamanho aproximado de uma bola de golfe mostra um xenofióforo. Se o tamanho por si só não vos parece nada por aí além, então e se eu vos disser que se trata de uma criatura unicelular? Os xenofióforos são aparentados com os foraminíferos, só que muito maiores. Embora pouco se fale deles, são criaturas muito comuns nos fundos oceânicos, a profundidades elevadas. Nalguns locais dominam mesmo os ecossistemas, com números da ordem de duas dezenas de indivíduos por metro quadrado. Alimentam-se de partículas que encontram nos fundos marinhos, que rodeiam com pseudópodes, num processo semelhante ao usado pelas amibas, e durante o qual excretam uma substância mucilaginosa. Em locais onde há muitas destas criaturas esse muco pode cobrir vastas áreas. O nome xenofióro quer dizer "carregador de corpos estranhos" e tem que ver com o facto de estes organismos unicelulares possuírem uma carapaça formada por coisas que recolhem nos sedimentos, incluindo grãos de areia, conchas partidas, espículas de esponjas, e os seus próprios excrementos. Da última vez que tinha ouvido falar nestas criaturas tinha ficado impressionado com o diâmetro da maior que se conhecia então, por volta de 38 milímetros. Ora ao vasculhar o Deep Sea News fiquei a saber que afinal há muito maiores. [... ler mais]

Eis aqui uma imagem particularmente bonita de um destes seres unicelulares, um pouquinho maior, com cerca de 20 centímetros de diâmetro:

A criatura da imagem não tem indicação de espécie, mas dadas as dimensões é possível que se trate da maior espécie conhecida, Syringammina fragillissima, que atinge os tais surpreendentes 20 centímetros de diâmetro. Apesar de comuns sabe-se muito pouco sobre estes seres, pois são muito frágeis, e os espécimes recolhidos acabam por ficar invariavelmente danificados e morrer.

Para ver esta células não é preciso um microscópio. São não apenas visíveis a olho nu, mas maiores que muitos dos bicharocos que estamos habituados a ver no dia a dia. Parece estranho que se fale tão pouco delas. Duvido que a maioria dos leitores já tivesse ouvido faler nestas criaturas.

Ficha técnica
Imagens e inspiração para o texto retiradas das páginas do Ocean Explorer da NOAA, aqui e aqui.

4 comentários:

João Carlos disse...

Duvidastes muito bem!...

Sim...entista disse...

Realmente nunca tinha ouvido falar. Assim que li o post surgiu-me logo uma dúvida: - "Sendo seres unicelulares gigantescos, poderá o seu núcleo ser visível a olho nú?" Quer-me parecer que assim não será mas se assim fosse seriam óptimos em termos didácticos.

Caio de Gaia disse...

Os xenofióforos possuem uma quantidade enorme de núcleos dispersos no citoplasma, com dimensões que podem chegar a vários milímetros.

Sim...entista disse...

obrigado,

ainda estou mais surpreendido...

admirável mundo este...